Portal Tá na Rede

Apito final dá início à confusão generalizada no Beira-Rio

Apito final dá início à confusão generalizada no Beira-Rio Foto: Divulgação

O término do duelo onde o Internacional superou por 2 a 1 o Vitória pelo Campeonato Brasileiro nem de longe serviu para acalmar os ânimos do confronto que, nos minutos finais, ganhou contornos de bastante tensão.

O primeiro grande ponto de discussão aconteceu na penalidade marcada pela arbitragem onde Lucas Fernandes tocou com o braço na bola em cobrança de falta, porém fora da grande área. Não à toa, entre a marcação e a batida de D’Alessandro, passaram-se pelo menos dois minutos de paralisação por uma reclamação generalizada de atletas em campo e até no banco de reservas do Vitória.

Depois disso, o jogo seguia carregado de emoção pela necessidade do rubro-negro em arrancar pelo menos um empate e do Colorado em segurar o triunfo dentro de seus domínios. No meio desse panorama, estranhamentos não faltaram com D’Alessandro, Lucas Fernandes, Edenílson, Jonatan Álvez…

E, quando Savio Pereira Sampaio encerrou o embate, a atração no gramado acabou sendo a confusão generalizada envolvendo principalmente os jogadores das duas equipes além da sequência de reclamações dos jogadores do Leão

E, em meio a essa confusão, o Vitória arrumou um desfalque para o embate na próxima rodada do Brasileirão frente ao Santos no dia 5 de outubro, em Salvador. Isso porque o atacante Neílton  acabou recebendo o cartão vermelho.

Veja mais notícias do Vitória