Portal Tá na Rede

Fora do UFC desde 2016, baiano Minotouro vence Alvey

Fora do UFC desde 2016, baiano Minotouro vence Alvey Foto: Divulgação

Depois de ficar sem lutar por quase dois anos, Rogério Minotouro voltou ao octógono do UFC com vitória sobre Sam Alvey na madrugada deste domingo (23), em São Paulo, no Ginásio do Ibirapuera. O triunfo veio por finalização logo no início do segundo round.

O primeiro assalto do combate foi muito estudado, mas os dois arriscaram a trocação. O começo do segundo round deu trabalho para o norte-americano: inflamado pela torcida, Minotouro perseguiu o rival na corrida, encaixou uma saraivada de socos e finalizou o embate antes do primeiro minuto.

Assim como Rodrigo Minotauro, irmão do vencedor, o público presente nas arquibancadas explodiu ao aclamar Minotouro. Sam Alvey, que costuma ser risonho e subiu ao octógono ao som da animada música “Hey, Soul Sister”, da banda Train, arriscou alguns sorrisos para o veterano brasileiro após o nocaute.

Desde novembro de 2016, data de sua última luta antes do UFC SP, Minotouro amargou uma suspensão por doping que acabou revogada pela Usada (Agência Anti-Doping dos Estados Unidos). Absolvido da acusação inicial, o brasileiro foi liberado para lutar.

“Marcaram a luta em cima da hora, e eu estava meio inseguro. Estava sem treinar nada, machucado nas costas? Quando a luta foi marcada, eu tive uma infecção na perna, saí do hospital com 110 kg. Foi difícil voltar. Eu estava achando que essa não seria a volta perfeita. Um mês para treinar, cheio de antibiótico no corpo? Eu consegui o gás nos 10 últimos dias de treino”, revelou.

Ele disse que não se incomoda com as perguntas sobre aposentadoria. “É normal, pela minha idade. Estou com 42 anos, tem pouca gente da minha idade lutando bem. A aposentadoria não é um assunto fora de cogitação, mas acho que hoje afastei um pouco este assunto. Quero lutar pelo menos até o fim do ano ou início do ano que vem”, concluiu.

Veja mais notícias do MMA