Portal Tá na Rede

Rumo ao acesso, Atlético de Alagoinhas conta com forte apoio dos torcedores

Rumo ao acesso, Atlético de Alagoinhas conta com forte apoio dos torcedores Foto: Divulgação

Apesar de ter perdido a liderança isolada do Campeonato Baiano da Série B, com o empate diante do Colo-Colo, em Alagoinhas, no último sábado, 17, o presidente do Atlético, Raimundo Queiroz, ficou muito satisfeito com a presença de público no Estádio Antônio Carneiro. Foram 2.829 pagantes, que proporcionaram uma arrecadação de R$ 27.925,00.

“Nós fizemos um bom jogo, criamos as melhores oportunidades para abrir o placar, mas o goleiro e a zaga do Colo-Colo estavam numa noite inspirada e evitaram nosso gol. Nosso trabalho está sendo bem feito e vamos buscar a classificação para a elite do Campeonato Baiano. A torcida foi em bom número ao jogo e cada torcedor teve o direito de entrar com uma mulher, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, no último dia 8 de março”, afirmou Raimundo Queiroz.

O dirigente do Carcará esteve nesta segunda-feira (19), na sede da FBF, e pediu informações ao secretário do TJD, Roberto Araújo, quanto à possibilidade de que a pena de dois jogos imposta no ano passado ao técnico Arnaldo Lira – na época trabalhava no Fluminense de Feira – seja convertida em uma ação social. Assim, o Atlético espera contar com a presença do treinador no jogo do próximo domingo (25), contra o líder Teixeira de Freitas, na casa do adversário.

Um dos clubes mais tradicionais do futebol baiano, o Atlético disputou sua primeira partida oficial em 11 de abril de 1971, no Estádio Antônio Carneiro, e o Carcará derrotou o Leônico pelo placar de 2 a 1, com dois gols de Dida, um dos ídolos da história do time de Alagoinhas. Outros que não saem da memória dos torcedores são Dendê, Merica, Zé Augusto e Caroço, o maior artilheiro, com 59 gols.

Veja mais notícias do Atlético de Alagoinhas